Categorias
Dicas de arquitetos Dicas de decoração simples Dicas do consultor Reparos no lar

Manual de Sobrevivência da Obra em Casa | Parte 1: Projeto, Orçamento e Estrutura

Quando nos decidimos por fazer uma reforma em casa, logo pensamos no ambiente dos sonhos com uma cara nova e, logo após isso, imaginamos a obra. No meio de tantos processos, é normal que as pessoas fiquem em dúvida de por onde começar. Pensando nisso, trouxemos aqui o Manual de Sobrevivência da Obra em Casa, duas postagens que serão as principais aliadas na hora de construir ou reformar. Vamos começar? Confira abaixo:

1 – Projeto:

Bom, aqui é o início de tudo. Defina perfeitamente o que você quer reformar e qual cara você quer dar ao ambiente, isso evitará que sua reforma não tome proporções maiores do que ela realmente precisa. Neste momento, não adianta economizar: contrate um bom profissional, que lhe passe confiança e transparência e, juntos, definam prioridades e áreas que receberão reformas maiores ou pontuais. Garantir um bom projeto fará com que a sua construção seja mais assertiva e rápida, além de prevenir problemas estruturais, hidráulicos ou de segurança.

Toy house nd drafting tools on schemes Free Photo

2 – Orçamento:

Essa fase corre paralelamente à confecção do projeto. Conte com o auxílio do profissional para estabelecer limites aceitáveis e dentro da realidade do mercado. Trabalhe sempre com 10% a mais como margem de segurança para cobrir imprevistos ou problemas que possam acontecer no decorrer da obra. Detalhe também os custos que vão além do projeto, como materiais para cada área e mão de obra, sem esquecer dos gastos pós-obra, como remoção de entulhos e itens de acabamento e decoração, como rodapés, metais e itens de iluminação.

3 – Estrutura

Prepare o capacete de segurança, aqui vai começar a quebradeira! Este momento será essencial para todo o andamento e durabilidade da obra, garantindo a estabilidade e a sustentação. Uma boa estruturação também evita que problemas como trincas, fissuras e abalos comecem a aparecer em um curto espaço de tempo. É sempre importante falar que os custos com uma boa impermeabilização não representam nem 2% da obra, mas podem se transformar em um gasto de quase 10% do montante caso o material não seja de qualidade e apareçam infiltrações.

Atente-se para a inclinação do telhado, para que o escoamento da água da chuva seja facilitado. Além disso, a cobertura precisa oferecer um bom isolamento térmico e acústico, afinal, não é confortável ficar ouvindo o barulho da rua o tempo todo, não é mesmo?

Dê atenção à escolha dos revestimentos para cada ambiente. Compare entre cerâmicas e porcelanatos e leve em consideração a durabilidade, o tipo, a borda e, claro, o valor de cada um. Considerando que os porcelanatos são, normalmente, um pouco mais caros que as cerâmicas, a durabilidade compensa esse valor um pouco maior investido.

Image of engineering objects on workplace top view.construction concept. engineering tools.vintage tone retro filter effect,soft focus(selective focus) Free Photo

Por aqui, encerramos a primeira parte do Manual de Sobrevivência da Obra em Casa. Na quinta, 10/12, sairá a segunda parte. Fique ligado e até mais!